blayas

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    139
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

121 Membro de Suporte

Sobre blayas

Últimos Visitantes

863 visualizações
  1. CAS down.

    Heh, challanger e leclerc possuem reversos tão rápidos que tu poderia percorrer todo caminho de volta a base com o arco frontal voltado para o adversário, Pira , chama o lomaldo de volta pra jogar um pr!
  2. Treinamento para C.A.S

    Inclui um tema importante agregado ao Cas na instrução, designação básica de alvos. Preciso de mais alimento para minhas AAs muahahahahahhaa ps: saclos está vindo, muahahahahah
  3. Sniper no pr é um kit de suporte não de recon

    99% dos squads recon no jogo Pub não sabe oque o recon faz... e muito menos aplica o uso adequado para o sniper, para eles é só um nome que lhes habilita a pegar o kit e fazer m3rda com ele....isso quando`` fazem o squad recon.... Voces estão confundindo esquadrões de sabotagem, com esquadrão de assalto...com esquadrão de reconhecimento, o sniper acompanha o spotter (NO SQUAD RECON) pois eventualmente este irá identificar algum alvo de maior valor.... o fato é que deve existir disciplina de engajamento, como não veem isto com com frequência fica parecendo que o sniper não faz parte do reconhecimento, quando na verdade ele é uma peça chave para a função do esquadrão.
  4. virago1985 temp

    Esta historia de não poder minar e não poder passar perto da base inimiga termina completamente com um dos aspectos do jogo, que é a sabotagem uma forma passiva de desgastar o esforço do inimigo, e alias, em mapas INS a sabotagem costuma ser sempre relevada, a regra 5 é muito relativa também, já que a dificuldade é relativa.. e muitas bases possuem mais de uma saída e/ou pontos de acesso, o quão perto da main também é muito relativo.... Na minha opinião pra confronto entre facções regulares, deve estar liberada a sabotagem/emboscada passiva, com minas próximas á saídas e acessos de bases, e para confrontos irregulares, os insurgentes ou milicianos devem estar habilitados a fazerem sabotagem/emboscada ativa nos arredores do DOD.
  5. LÍDER DE ESQUADRÃO - SÉRIE 3# TEORIA

    Só mais uma coisa pra complementar seu interessante post, Hugo,. A função principal do esquadrão e o terreno (teatro de operações) onde irão operar, é definidor dos kits que o esquadrão deverá carregar. O equipamento pode ser divido entre com, mais ou menos mobilidade, os kits com mais mobilidade são adequados para operações de assalto em terrenos cerrados, como zonas urbanas e zonas de mata densa. Equipamento de menos mobilidade são mais adequados para defesa em geral, já que são mais efetivos em funcionamento estático, também são adequados para assalto em terrenos amplos com pouca ou nenhuma possibilidade de cobertura, como desertos ou áreas de pradaria. É crucial ao SL reconhecer as funcionalidades e características técnicas do equipamento ao seu dispor, para sempre lhe proporcionar o melhor uso, e claro, sempre contar com o pensamento e a criatividade, para tirar o melhor da capacidade de se adaptar a diferentes situações. Depois vou deixar um chartzinho básico sobre os kits.
  6. Tutorial - Civil

    Quado bem utilizados, excelentes para distrair o adversário, levá-lo á emboscadas e armadilhas.